Qual é a diferença entre loft e kitnet?

Qual é a diferença entre loft e kitnet?

Antes de procurar um apartamento pequeno, preste atenção na diferença entre loft e kitnet e inspire-se para fazer a escolha certa!

Antes de procurar um apartamento pequeno, preste atenção na diferença entre loft e kitnet e inspire-se para fazer a escolha certa!

Para quem está procurando um novo lar, conhecer as opções que o mercado imobiliário oferece é fundamental. Afinal, com a redução crescente dos espaços disponíveis, principalmente nos grandes centros urbanos, cada vez mais as construtoras buscam soluções criativas para os diversos tipos de público.

Os imóveis compactos, por sua vez, são perfeitos para uma gama cada vez maior de pessoas, entre solteiros, aposentados, estudantes ou jovens executivos. Nesse contexto, novos termos descritivos aparecem com frequência, ainda que muita gente não saiba bem o que significam.

Para que você não deixe passar a oportunidade de fazer um excelente negócio, neste post mostraremos quais são as diferenças e explicaremos o que é loft e o que é kitnet, os dois principais tipos de imóveis compactos do mercado. Confira!

loft-livingroom-spain

O que é loft?

Se você gosta de assistir filmes e séries americanas com certeza já viu muitos lofts, mesmo sem saber. E não é para menos, porque os lofts surgiram justamente nos Estados Unidos e na Europa na década de 70.

Em Nova York, o bairro do Soho foi o que deu maior visibilidade a esse tipo de moradia, usada por pessoas ligadas principalmente às artes e à arquitetura. Portanto, não é à toa a ideia de o que é loft está associado a um jeito moderno e descolado de viver.

O conceito de loft, na verdade, começou com galpões de fábricas ou frigoríficos que foram convertidos para o uso residencial e profissional por esses artistas. O local passou a ser ao mesmo tempo casa e ateliê. E já dá para imaginar o que surge quando as duas coisas se misturam: o espaço ganhou em criatividade e bom gosto, sendo a paixão de quem é ligado em decoração.

No entanto, com o passar dos anos e com o processo acentuado de gentrificação através da revitalização do entorno do bairro ocorrido em Nova York, os lofts foram ficando cada vez mais raros e, automaticamente, mais caros. Com isso, o público que passou a habitar os lofts também mudou de perfil. Para se ter uma ideia, um loft hoje em Nova York não é encontrado por menos que US$1 milhão.

Loft-is-loft-martin-architects-08

Quais as características de um loft?

Como o espaço é originalmente comercial, o loft reúne algumas características bastante interessantes. As mais marcantes são a planta livre, com espaços totalmente integrados, e o pé direito duplo, de pelo menos 3,20 metros.

Mas a pegada industrial não para por aí. Amplas e altas aberturas para entrada da iluminação natural, instalações hidráulicas, elétricas e estruturais aparentes, materiais e texturas rústicas – como ferro, tijolos maciços, concreto e madeira – também fazem parte do conceito.

Mas, como todo bom conceito, é claro que ele acabou se expandindo para além das construções originalmente comerciais, e hoje há muitos “loft-inspired” oferecidos no mercado. São imóveis já construídos para essa finalidade, inspirados nos lofts originais e geralmente 20% mais caros do que os apartamentos tradicionais.

09458e92b9a3e9c345bc73f91e28cd00

Quais são os benefícios do loft?

Muito procurado por casais sem filhos e pessoas solteiras, geralmente o loft atende a um público mais jovem, em plena idade produtiva. É bom saber, no entanto, que há lofts de todos os tamanhos, ou seja, não há uma metragem específica que o caracterize.

Entre os benefícios do loft estão a praticidade e a sensação de liberdade. Por outro lado, como a entrada de luz natural é muito valorizada, ele também é uma opção mais sustentável, reduzindo o uso de energia elétrica. E, como as instalações são aparentes, qualquer reparo é mais fácil de ser feito, sem necessidade de quebra-quebra.

Muito funcional e prático, o loft é ideal para quem trabalha fora e não tem muito tempo para cuidar da casa. Os móveis, por sua vez, acabam tendo também a função de dividir os ambientes, já que não há paredes internas, apenas no banheiro. Mais do que um espaço, morar em um loft é um estilo de vida.

Quando vale a pena investir em um loft?

Talvez você já tenha percebido, mas o fator econômico não é o único a se considerar na hora de investir nesse tipo de imóvel. O loft é ideal, primeiramente, para quem prefira um espaço que passe a ideia de liberdade e esteja em busca de mais praticidade, por todos os motivos que citamos anteriormente. Se você se adéqua a esse perfil, então falta considerar a parte financeira.

Apesar de não chegar nem perto do U$1 milhão dos lofts de Nova York, o valor desses imóveis pode ser bem “salgado” no nosso mercado, até mesmo em decorrência do estado atual da economia brasileira. Porém, esse não é um ponto negativo, já que os lofts sofrem uma taxa de valorização bem mais elevada que os imóveis comuns.

Então, caso você decida vendê-lo algum tempo depois, o seu investimento provavelmente renderá bons lucros.

Como escolher um loft?

O primeiro passo para acertar na escolha é se certificar de que o imóvel em questão é, de fato, um loft. Isso porque, hoje, há uma grande variedade de apartamentos que são vendidos como lofts por apresentarem alguns elementos semelhantes, mas não necessariamente se encaixam nessa categoria. Então é preciso ter atenção. Uma boa ideia é pesquisar em um portal de anúncios de imóveis que faça essa distinção da maneira correta.

O passo seguinte é analisar suas necessidades e seu estilo. Com isso em mente, considere que o loft é um espaço, geralmente, mais amplo — já que não conta com as divisórias tradicionais —, que permite uma decoração mais jovem e despojada e que pode ser utilizado como estúdio ou local de trabalho, caso você queira.

Por fim, basta analisar seu orçamento. Apesar de ser o último passo, saber quanto você pode gastar vai definir toda a aquisição, desde o local onde seu loft estará localizado até o tamanho e aparência do imóvel. Uma dica: se você não quer gastar tanto, opte por lofts mais afastados dos grandes centros urbanos. A tendência é que os preços sejam mais baixos em áreas afastadas.

Como otimizar o espaço do loft?

Você se lembra que dissemos que o loft geralmente tem um espaço amplo? Pois é, aqui é preciso ter um pouco de atenção. Há duas possibilidades: o imóvel é construído em uma área considerável e conta com bastante espaço; ou o loft é feito para otimizar o espaço em uma área pequena. Em qualquer uma das situações, o espaço interno garante bastante liberdade aos moradores, até por fazer referência aos antigos galpões industriais.

Entretanto, é preciso adequar a disposição dos elementos presentes no loft para garantir maior fluidez entre todos os cantos. Se o imóvel não dispõe de uma área grande, optar por móveis muito espaçosos não é uma boa ideia. O melhor mesmo é apostar em elementos modulares, como sofá cama ou cama retrátil, mesas pequenas etc.

Ainda, é preciso alinhar a decoração ao tamanho do loft. Com pouco espaço disponível, o melhor é apostar em um estilo minimalista, para não sobrecarregar o imóvel com elementos decorativos e prejudicar a movimentação pelo local.

9777-alex-parent

O que é kitnet?

Mas, afinal, qual a diferença entre loft e kitnet? Um loft não pode ser uma kitnet? Na verdade, não, pois são imóveis bastante diferentes. Enquanto você já viu que o loft é um espaço inspirado nos antigos galpões, a kitnet é um apartamento tradicional, de apenas um cômodo e metragem de até 50 m². Elas também surgiram e foram bastante populares aqui no Brasil entre as décadas de 60 e 70, principalmente nos grandes centros urbanos.

Como o próprio nome já sugere, kitnet deriva de uma expressão em inglês que significa cozinha pequena. E a ideia é essa mesmo: um cômodo que serve de quarto e sala ao mesmo tempo, banheiro separado e uma cozinha diminuta, geralmente separada apenas por um balcão.

Apesar da estrutura simples, as kitnets voltaram a cair no gosto popular, sendo cada vez mais procuradas por quem quer morar sozinho. Com isso, o mercado está bastante diversificado, e hoje é possível encontrar de kitnets simples a unidades sofisticadas, já totalmente decoradas.

apartamento-studio-kitnet

Quais são os benefícios de morar em kitnet?

O espaço é pequeno, mas as vantagens de morar em kitnet são grandes. Uma delas diz respeito diretamente ao bolso, já que quanto menor o espaço, menores também são os impostos ou o aluguel. A manutenção também é mais barata, o que faz com que a kitnet pese bem menos no orçamento do mês.

Em uma kitnet, você se torna um morador mais consciente. Quanto maior o espaço, maior também a tendência a acumular objetos. Em uma kitnet você assume o lado “menos é mais” da vida, guardando apenas o essencial. Assim, no melhor estilo japonês minimalista, você se livra dos excessos da vida, ficando com o que realmente importa, encontrando mais felicidade, liberdade e satisfação. Seu consumo se torna mais consciente e você ainda acaba economizando mais no final do mês.

O espaço também oferece mais aconchego, já que quanto menor o imóvel, mais fácil de decorar. Aposte em uma decoração funcional, que permita várias atividades em cada objeto ou móvel. Assim você ganha em conforto e praticidade, mas com muita beleza e conforto.

Linda-Quitinete

Como escolher uma kitnet?

Como você pôde notar, espaço interno não é o forte das kitnets. Mas se você é estudante, trabalha, tem uma vida muito corrida e passa pouco tempo em casa, apostar nesse tipo de imóvel é uma ótima escolha. Obrigações como limpeza e arrumação são bem mais fáceis de realizar em uma área reduzida.

Além disso, o fator financeiro pode não pesar tanto na sua escolha, já que — por ser um imóvel menor — contas mensais, impostos e até mesmo aluguel tendem a ser relativamente baixos. Então o principal a se considerar é a sua necessidade de deslocamento ou, caso você prefira ficar longe do tumulto dos centros urbanos, de tranquilidade.

Aqui, vale fazer uma observação: pode ser mais fácil encontrar kitnets em áreas centrais da cidade, já que a principal ideia desse tipo de imóvel é trazer praticidade à vida dos moradores. Assim, lembre-se disso quando estiver buscando o seu cantinho.

Independentemente do imóvel que você escolher, entender o que é loft e o que é kitnet são elementos fundamentais que vão ajudar a nortear a sua busca e garantir que você tome a decisão mais acertada. Com essas informações em mente você poderá adequar o seu estilo de vida ao estilo da sua casa, garantindo muito mais satisfação com o lugar em que você vai morar.

E se você acha que comprar um imóvel não é a melhor solução neste momento, aproveite que está por aqui e descubra como saber quanto custa alugar um imóvel em sua região!

Imovelweb
COLUNISTA
PERFIL

Comente

Mais Matérias

Colunistas

Encontre aqui o imóvel
dos seus sonhos