4 dicas para facilitar sua vida na hora de reformar e decorar

4 dicas para facilitar sua vida na hora de reformar e decorar

O pessoal da Em Canto Meu desenvolveu um simulador de custos de obra e decoração e reuniu as principais dicas para encarar uma reforma. Acompanhe!

Casar significa, na maioria dos casos, morar embaixo do mesmo teto, e isso vem acompanhado de uma ansiedade muito boa.

Planejar a casa, pensar no que cada um quer levar, olhar inspirações, imaginar como cada cômodo será é uma delícia. Tão gostoso que às vezes nos esquecemos de discutir talvez o assunto mais importante: o orçamento!

E, para que o noivado/casamento não saia mais caro do que o planejado, recomendamos que essa discussão aconteça o quanto antes e da forma mais franca possível.

Acontece que, quando o casal/família se muda e está mobiliando um apartamento pela primeira vez, além de não saber ao certo por onde começar, não faz a menor ideia dos custos envolvidos e de quanto precisa investir para deixar o apê ou a casa com a sua cara.

Pensando nisso, a galera da Em Canto Meu, startup de arquitetura de interiores que fica no Google Campus, desenvolveu um simulador de custos de obra e decoração e reuniu algumas dicas valiosas que você precisa saber na hora de deixar um imóvel pronto para morar.

Já trazendo um spoiler para os curiosos de plantão, considerando como exemplo uma reforma que ocorreu em um apartamento clientes da Em Canto Meu, com cerca de 50-80m², que ainda estava no contrapiso, o gasto total variou entre R$ 1.500 a R$ 2100 por m² para deixá-lo do jeitinho que sonhavam.

Projeto recém entregue para um casal de noivos que sonhavam com uma casa toda moderna, viva e pensada para receber amigos, sem abrir mão do sofá confortável.

Obviamente esses custos podem variar bastante, seja para mais ou para menos. Então, se quiser ter uma ideia dos custos detalhados e acessar o simulador é só escrever para [email protected].

Agora confira as dicas a seguir e torne-se um expert quando o assunto é reforma e decoração!

1) Fique atento aos seus fornecedores!

Existem tipos de serviço nos quais é necessário investir mais dinheiro e com os quais você tem que se preocupar mais.

Normalmente, o volume de dinheiro investido segue essa ordem de mais para menos: marcenaria, empreiteiro ou equipe de obra (responsável por demolição, pintura, gesso, aplicação de revestimentos e piso), marmoraria (quem fará as bancadas das pias, soleiras de porta, entre outros) e por fim, tapeceiro (quem fabrica sofás, almofadas, cabeceiras).

Os custos desses 4 fornecedores somados, costumam ser próximos de 80% do valor total gasto com a reforma. Por isso, atenção redobrada neles!

2) Combinado não sai caro

Nossa dica é não permitir que alguém execute um serviço sem fazer orçamento do custo antes.

Se você, por exemplo, contratar um serviço de arquitetura ou de projeto (o que é muito recomendado para que não haja problemas futuros na obra), peça estimativas ou referências de quanto os elementos previstos custam para que depois você não sofra por não conseguir tirar as ideias do papel por serem mais caras do que imaginava.

Na Em Canto Meu foi desenvolvido um simulador de custos com base no histórico dos quase 300 projetos realizados e ele é fornecido aos clientes para que alinhem expectativas e evitem surpresas desagradáveis.

Afinal, de nada adianta um projeto dos sonhos, né?

3) Mas o barato pode sim sair caro

Desconfie de fornecedores com valores muito abaixo de médias de mercado ou sem registro formal. Já perdemos a conta de clientes que nos procuraram porque haviam fechado com algum fornecedor sem formalização ou garantia e o fornecedor acabou falindo ou sumido do mapa.

Já imaginou a dor de cabeça? Ter que entrar na justiça, perder tempo com obra parada ou atrasada e precisar morar de favor na casa de familiares ou gastar com mais aluguéis desnecessários?

4) Os custos podem variar bastante

Sabemos que isso é quase uma regra para tudo que se pode comprar, porém, é sempre bom lembrar e garantir que estão todos antenados e pesquisando a qualidade e os preços de diferentes materiais, com calma e verificando os pontos positivos e negativos.

Há quem valorize mais o acabamento da marcenaria, quem dê mais importância à bancada da cozinha ou mesmo aos estofados. Como já sabemos, tudo na vida são escolhas e elas são subjetivas. Então, invista ainda mais atenção no que faz mais sentido para você e sua realidade.

 

Esperamos que essas dicas tenham ajudado! Em caso de dúvidas, fiquem à vontade em nos contatar escrevendo para [email protected] ou clicando aqui 🙂

Será um prazer mostrar o simulador de custos e exemplos de projetos realizados para vocês!

Abraços e até logo!

Em Canto Meu
COLUNISTA
PERFIL

Comente

Mais Matérias

Colunistas

Encontre aqui o imóvel
dos seus sonhos