Como combinar os revestimentos

Como combinar os revestimentos

Escolher os revestimentos pode causar muitas dúvidas. Veja algumas dicas para tirar essa tarefa de letra

Sempre bate aquela dúvida quando precisamos decidir sobre pisos e revestimentos.

Isso porque se trata de uma peça que fará parte do ambiente por um longo tempo, já que a mudança requer grandes reformas.

Por isso, a escolha dos pisos e revestimentos deve sempre ser cercada de muita atenção e cuidado para evitar erros e, claro, a perda de dinheiro em materiais que não serão usados.

Uma dúvida que sempre bate é: devemos combinar os pisos entre todos os cômodos ou cada um merece sua identidade própria? Combinamos os revestimentos do banheiro e da cozinha? Devemos usar pedras ou outro tipo de material?

Além dessas várias questões, outro ponto é o grande número de opções disponíveis no mercado, o que acaba deixando os clientes ainda mais em dúvida.

Com isso, pesquisamos alguns detalhes que devem ser levados em consideração no momento da escolha desses itens para sua construção ou reforma.

Acompanhe nossas dicas e minimize as dúvidas e problemas desse momento.

Combinar ou não os revestimentos de todos os cômodos?

Não há como ser unânime ao responder essa questão. Combinar ou não pisos e revestimentos não é uma regra, mas nesse caso, a grande variedade existente no mercado pode acabar se tornando uma vantagem.

Essa variedade permite o uso de pisos e revestimentos bem diferentes, mas possibilita que eles combinem entre si, o que pode resultar em resultados bem interessantes.

No momento de escolher o que vai em cada ambiente, apenas tenha em mente que existe um tipo de piso ideal para ambientes como quarto e sala, e outro tipo para cozinha e banheiros, conhecidos como áreas molhadas. Nessas áreas o ideal é utilizar revestimentos de pedras.

Usando pedra para cozinha e banheiro

As pedras são conhecidas pela alta resistência e pela durabilidade que possuem. Além dessas duas qualidades, são uma opção para revestir a parede deixando o local protegido e mais bonito.

Se a opção for utilizar pedras, é preciso conhecer os vários tipos ideais para revestimentos. Vamos destacar as mais usadas: granito, seixo, ardósia, pedra portuguesa e mármore.

Granito: O granito é frequentemente usado como revestimento de cozinhas. Além de ser um material muito duradouro, sua beleza é considerada ideal, já que confere ao ambiente desenhos únicos em cada peça.

Geralmente é encontrado em cores mais sóbrias, como cinza e marrom, dão ao local um toque ao mesmo tempo sofisticado e rústico. Exatamente por isso, acaba sendo uma das opções mais populares.

Mármore: O mármore é um material tido como mais sofisticado, com isso acaba sendo mais caro que as outras opções. Pode ser encontrado em várias cores e desenhos, misturar com o granito e outras pedras pode ser uma opção para tornar o revestimento mais barato.

Escolhendo essa pedra para sua reforma ou construção com certeza dará ao local um toque de sofisticação. Nesse caso, é possível combinar o revestimento do banheiro e da cozinha, sem deixar um a cara do outro, mantendo a individualidade de cada espaço.

Ardósia: A ardósia é uma peça muito mais rústica e um local revestido com esse material, certamente terá essa sensação. A pedra é natural e dificilmente passa por algum processo para modificá-la, com isso é mais difícil manter um padrão de cores, texturas e altura de cada peça. Ou seja, quem é adepto desse material, deve ficar ciente que ao escolher a ardósia para revestimento, deve se preparar para não ter um ambiente em um tom único.

Fica bom no banheiro, mas ao combinar essa escolha na cozinha, é melhor ter apenas alguns detalhes que levam a ardósia, até pela dificuldade de limpeza das pedras, devido a sua textura.

Seixo: o seixo são pedrinhas de tamanhos variados e que juntas formam um mosaico, conferindo ao ambiente uma aura mais zen.

Pedra portuguesa: conhecida por revestir as famosas calçadas do Rio de Janeiro, a pedra portuguesa se divide em pequenas peças. O uso é mais indicado para paredes de banheiros, mas assim como a ardósia, pode ser usada em doses menores como detalhes na cozinha.

Lembre-se que ao optar por pedras revestindo o espaço, a temperatura do local ficará mais baixa, já que a pedra costuma “resfriar” o ambiente.

A limpeza também deve ser feita com cuidado e exige uma atenção maior se o revestimento for colocado na cozinha, devido ao acumulo de gordura do preparo dos alimentos.

Comente

Mais Matérias

Colunistas

Encontre aqui o imóvel
dos seus sonhos