DIY: Passo a passo para você fazer um jardim zen na sua casa

DIY: Passo a passo para você fazer um jardim zen na sua casa

Está precisando relaxar e renovar as energias? Saiba como fazer o seu próprio Jardim Zen e tenha a solução perfeita para aliviar o estresse do dia a dia.

Diretamente do oriente, o Jardim Zen, ou também conhecido como jardim japonês, é uma construção simples, versátil e ideal para quem deseja meditar e aliviar a mente. Com suas raízes lá no século XIII, os princípios e significados de antigamente são tão verdadeiros que continuam perpetuando até os dias de hoje: um lugar tranquilo, esteticamente agradável e que tenha uma manutenção serena e gratificante.

Como seu principal objeto é ser um local de contemplação e meditação, o tamanho do jardim não faz diferença. Pode ser tanto ao ar livre quanto no interior da sua casa, em miniatura. O que realmente tem importância são os elementos que o compõe. Para aprender a fazer seu próprio jardim Zen, primeiro você deve considerar três itens essenciais: espaço, fluidez e simplicidade.

Local
O jardim japonês pode ser construído em qualquer lugar, seja no quintal ou numa sala fechada. O ideal é escolher um espaço calmo e que você tenha tempo e disponibilidade para se dedicar a manutenção. Não se esqueça que o Jardim Zen é, acima de tudo, um lugar de paz, por isso se o local que você escolher for muito movimentado e acessível a crianças e animais, é melhor repensar.

Materiais
Todos os materiais necessários utilizados são acessíveis e fáceis de ser adquiridos em qualquer loja de jardinagem e ferragens. Para construção do seu Jardim Zen DIY você vai precisar de:

– Madeira ou recipiente no tamanho adequado para o local escolhido;
– Areia, pedras e cascalho;
– Cola, pregos e parafusos;
– Ferramentas apropriadas;

Passo a passo
Tendo em mente o tamanho do seu jardim, utilize um recipiente ou utilize placas de madeira para construir uma caixa suficientemente funda para acolher cerca de dez centímetros de areia. Depois do molde pronto, que pode ser no formato que quiser, faça o acabamento que desejar: polindo, pintando ou até envernizando.

Então, encha o recipiente com areia, distribuindo uniformemente. A areia é elemento imprescindível do Jardim Zen, que simboliza a paz e a tranquilidade da mente e do espirito. Por fim, complete com rochas e pedras de tamanhos e texturas variadas; troncos com ou sem musgo; um elemento verde como uma planta ou um bonsai.

Essa parte é importante pois representa as montanhas como elemento predominante da natureza. As rochas e pedras devem ficar parcialmente submersas na areia e colocadas nas laterais do seu jardim.

Muitos acreditam que para ter sorte, deve-se utilizar um número ímpar de pedras, posicionando-as assimetricamente. Já os budistas dizem que cada pedra tem sua face feliz, ou seja, seu melhor ângulo, e que é esse ângulo que deve ser exposto no jardim.

Tradicionalmente, os jardins Zens são compostos por cinco grupos de três pedras cada, mas para a construção do seu próprio jardim, faça do jeito que mais gostar.

Manutenção
Com um ancinho ou vassourinha, “penteie” a areia, variando desenhos compridos e curvados e linhas retas. Esses desenhos representam as águas, ora agitadas, ora calmas.

Esse trabalho deve ser realizado para acentuar diferentes partes do jardim e renovar sua aparência, além de ser uma ação que tem o poder de relaxar e divertir. Por fim, é só desfrutar do seu Jardim Zen.

Jardim Zen Grande
Caso seu projeto de Jardim Zen seja grande e para ambientes externos como um quintal, uma ideia legal é possibilitar que as pessoas caminhem por ele. Ao interagir diretamente com o jardim, você entra em sintonia com suas energias interiores.

Uma outra dica é utilizar produtos específicos nas plantas para evitar que ervas daninhas destruam o que foi construído. Veja mais sobre os cuidados com jardim interno clicando aqui!

Mini Jardim Zen
Para quem não abre mão de ter o seu jardim mas não tem muito espaço, pode optar por versões menores ou em miniatura. Algumas ideias para jardim Zen mini é utilizá-lo como decoração nos ambientes sociais da casa ou numa versão de mesa para escritórios.

Apesar do formato menor, o processo de criação é o mesmo: superfície suficientemente profunda, areia, pedras, cascalhos e um pouco de vegetação. Na areia do Jardim Zen, desenhe pequenas ondulações para dar mais vida ao espaço.

Como o espaço é pequeno, os bonsais são perfeitos para criar a vegetação necessária no jardim, além de práticos e harmoniosos com os demais elementos.

Viu como é fácil? Em meio a tanto estresse do dia a dia, o jardim zen é ótimo para quem deseja ter um espaço capaz de te relaxar e renovar as energias, ainda mais envolvendo tantos elementos da natureza.

Seja uma versão grande no quintal ou um mini no seu escritório, não perca tempo e faça logo o seu. Veja mais dicas Faça Você Mesmo aqui.

Imovelweb
COLUNISTA
PERFIL

Comente

Mais Matérias

Colunistas

Encontre aqui o imóvel
dos seus sonhos