Conheça o porcelanato líquido, solução para um piso sem rejunte

Conheça o porcelanato líquido, solução para um piso sem rejunte

Você sabe quais são as vantagens de escolher o porcelanato liquido para o piso da sua casa? Nós separamos algumas informações para você a seguir. Confira!

Sempre bate uma dúvida na hora de escolher o piso em uma reforma ou construção, é uma escolha difícil e que precisa ser analisada em suas vantagens e desvantagens.

Como uma das opções em destaque, hoje vamos detalhar como funciona o porcelanato liquido. Como aplicar, durabilidade, acabamento, como limpar e outros detalhes para que sua escolha seja bem fundamentada. Vamos lá?

O que é?
É bem comum ouvir falar de porcelanato, são aquelas placas de cerâmica feitas de minerais compactados, usadas para pisos e com uma durabilidade alta. Devido a sua delicadeza, geralmente as peças são aplicadas uma a uma.

Mas e o porcelanato líquido? Bom, na verdade o porcelanato líquido não tem nada de porcelanato. Ele só tem esse nome porque seu resultado uniforme, com muito brilho, fácil de limpar e com alta durabilidade lembra o porcelanato de verdade, feito de cerâmica.

Além disso, o porcelanato verdadeiro quando bem aplicado conta com o mínimo de dilatação em suas junções, o que dá a sensação de um piso único.

Porém, o porcelanato líquido constitui-se de resina epóxi, resina de uretano ou resina de poliuretano e sua aplicação líquida resulta num piso liso e que pode ser uniforme ou desenhado, daí sua fama para ser usado em decoração de ambientes.

Pode ser em cores sólidas, espelhado ou até aplicado transparente sob pisos já existentes ou adesivos.

Como aplicar?
Como citamos, o porcelanato líquido é na verdade uma resina. Por ser uma resina autonivelante quando colocada sobre outra superfície, a aplicação é feita sem muitas dificuldades, basta o auxílio de um rodo.

A forma de aplicar difere para os três tipos de resina que compõe o porcelanato liquido e essa composição é quem vai definir seus cuidados na hora de sobrepor, como o piso ficará quando pronto e até em relação aos cuidados que deverá ter manutenção.

– Resina Epóxi: a resina epóxi é dividida em 3 outros produtos: a própria resina, um componente endurecedor e a carga autonivelante. Os três ingredientes vêm separados e devem ser bem misturados antes da aplicação. Devido ao brilho que proporciona, sua durabilidade e também por ser o primeiro tipo de resina desenvolvido, é o mais utilizado.

É muito resistente e não costuma quebrar ou trincar facilmente a longo prazo, é o mais indicado para áreas residenciais, pois em áreas externas é mais suscetível a mudanças climáticas e pode acabar trincando rapidamente.

– Resina de Uretano: Uma derivação da resina de poliuretano, não usa solventes ou outra mistura. Traz resistência a choques e é bem durável em atrito com produtos químicos, porém é fraco para a incidência de raios UV, logo não é o ideal para áreas externas.

– Resina de Poliuretano: a aplicação da resina de poliuretano é um pouco diferente. Antes da aplicação o piso deve ser todo nivelado e a instalação deve ser feita com rolo, como se tivesse usando tinta de parede. Essa opção tem menos cores e não disponibiliza a versão transparente. Seu uso é mais indicado para áreas externas.

Antes da aplicação de qualquer um dos tipos é preciso preparar o solo de forma básica: limpar, eliminar qualquer possibilidade de poeira ou sujeira menor e impermeabilizar o local que vai receber a mistura.

Cuidados na limpeza
Como dissemos, alguns tipos de resina não se dão bem quando expostas a algum produto químico. Logo, a limpeza requer alguns cuidados especiais.

Após a sobreposição é preciso aguardar o prazo de 24 horas para limpar o local. Para a limpeza utilize apenas água e detergente ou sabão neutros. Devido a sua superfície lisa, é muito fácil fazer essa higienização.

Já a manutenção deve ser feita aproximadamente de 6 em 6 meses ou de acordo com a indicação do seu fornecedor. Apesar de ser um material bem resistente, o porcelanato líquido não se dá bem com móveis sendo arrastados, portanto quando for fazer uma limpeza em casa evite fazer isso, pois vai arranhar o porcelanato.

Vantagens x Desvantagens
Bom, até aqui você já deve ter percebido inúmeras vantagens do porcelanato. De qualquer forma, vamos listar para que você perceba de forma mais clara.

Pontos positivos:

– Fácil limpeza e higienização
– Pode ser aplicado em áreas internas ou externas
– Não tem juntas por ser um “piso único”, logo não acumula sujeiras como os pisos comuns fazem em suas junções.
– Pode ser aplicado por cima de outras superfícies.
– Possui opção de cor transparente, o que pode te proporcionar manter um piso de madeira ou cerâmica, apenas tornando a superfície mais “fácil de limpar”.
– Não absorve óleo, gordura, bebidas, portanto é muito indicado para cozinhas.
– Alta durabilidade se usar a resina correta no ambiente adequado.
– Aplicação simples.
– Custo baixo de manutenção.

Pontos negativos:

– Não permite usar produtos abrasivos ou qualquer produto de limpeza.
– Tempo de secagem superior aos pisos comuns.
– A aplicação deve ser feita por um profissional especializado.
– A aplicação por cima de um piso antigo deve ser analisada antes.
– O material de qualidade é mais caro e não é facilmente encontrado em qualquer loja de construção.

Gostou de conhecer mais sobre o porcelanato líquido? Continue acompanhando nossas diversas dicas de decoração!

Imovelweb
COLUNISTA
PERFIL

Comente

Mais Matérias

Colunistas

Encontre aqui o imóvel
dos seus sonhos