Casa própria: entrada de 50% deixa a compra mais segura

Comprar uma casa própria traz uma sensação de segurança, mas como fazer esse sonho ser realizado de uma forma segura de verdade?

Comprar a casa própria é um dos maiores sonhos. Na verdade, esse é o sonho de quase 40% dos brasileiros. Para isso o financiamento é uma das opções mais procuradas no mercado imobiliário. Mas, como fazer esse financiamento e qual o valor ideal para a entrada de um imóvel ainda gera muitas dúvidas.

Por exemplo, você sabia que em um financiamento, o valor de entrada pago pelo cliente é obrigatório? Em qualquer financiamento de imóvel, o cliente deve pagar um valor à vista logo no começo do contrato, o mínimo aceitável é de 10% do valor do financiamento solicitado. Então, quanto maior for o valor dessa sua entrada mais segura será sua compra. Para você e para os bancos também.

1

Atualmente o cenário econômico e político do país é muito instável, o que acaba refletindo diretamente na Taxa Selic – Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. Ou seja, a taxa básica de juros utilizada no Brasil e que serve como parâmetro para definir todas as outras taxas praticadas no mercado, inclusive as definidas no mercado imobiliário e no financiamento do seu imóvel.

Atualmente a Selic registrou o menor nível atingido nos últimos anos, mas ainda é muito instável. Se essa taxa está variando tanto e deixando o mercado tão inseguro, o ideal é não comprar nenhum imóvel no momento, certo? Nem sempre. Se você tem dinheiro guardado pode ser um ótimo momento. Se você já esperou bastante e não quer adiar ainda mais o sonho de comprar casa própria, entenda que uma entrada de 50% do valor do imóvel ou mais é um modo de garantir um financiamento seguro e sem sustos.

a-casa-propria-com-seguranca

blog

Dando um valor de entrada mais alto, seu financiamento da casa própria vai durar menos tempo ou o valor da parcela será mais baixo, comprometendo um valor menor da sua renda mensal, que pelas dicas dos especialistas, não pode ser comprometida em mais de 30% do total.

Se uma pessoa ganha R$ 3.000, por exemplo, ela só poderá comprometer até R$ 900 por mês, sobrando R$ 2.100 para viver com sua família com segurança. Imagine que um financiamento pode fazer essa situação se estender por até 30 anos.

No caso de um imóvel financiado, mas com um valor alto de entrada pago no início do contrato, igual ou superior a 50%, essa parcela de R$900 reais pode ser menor, ou o prazo de 30 anos pode ser de 15 anos, 10 anos. Portanto, seu comprometimento e dívida, duram menos tempo, em uma situação complicada no país, fica mais fácil resolver a questão do valor pago mensalmente.

Pense bem antes de assumir uma dívida tão séria. Já tem o valor de entrada igual ou superior a 50% do bem que você deseja adquirir reservado? Vá em frente e faça negócio. Procure um corretor de imóveis e tenha auxilio para uma compra segura.

casa-própria

construir

Já se o valor de entrada disponível é baixo ou nenhum, vale a pena continuar um pouco mais no aluguel barato ou morando com a família, até que se tenha uma reserva mais alta para dar de entrada.

Não pense que você pode dar um valor de 20%, 30% ou 40% de entrada e deixar algo ainda reservado. Quanto mais alto o valor de entrada for, melhor. O gesto ajuda a driblar a alta dos juros e reduzir as parcelas, ou como já dissemos, o tempo de financiamento casa.

foto02-1

Se mesmo após ler esse artigo você está com dúvidas, procure a ajuda de um corretor imobiliário, ele é o profissional mais indicado e preparado para te ajudar a tirar todas as dúvidas ao assumir um financiamento e investir seu dinheiro da forma mais inteligente. Entenda também que ao entrar em uma dívida a longo prazo, é natural que o cliente tenha vários questionamentos e se sinta inseguro, afinal é o sonho de uma vida inteira, nada pode dar errado.

Compartilhe!

    Tags: , , ,

    ©2017 IW Sua Casa – Decoração & Mercado - Mapa do Site

    Recuperar minha senha